ITeCons
ITeCons
UC
Caminho › itecons.uc.pt › Formação e Eventos › Pequenos Edifícios de Serviços Sem Climatização (PESsC) - DL118/2013 de 20 de Agosto – Curso de Formação para Projectistas e novos Peritos Qualificados do SCE
Formação e Eventos
Referência: C106
Ano de criação: 2017
Carga horária: 22.5

Coordenação
Prof. Nuno Simões

 

+INFO / REGISTOS [10ª Edição] ITeCons, Coimbra, a agendar brevemente

Pequenos Edifícios de Serviços Sem Climatização (PESsC) - DL118/2013 de 20 de Agosto – Curso de Formação para Projectistas e novos Peritos Qualificados do SCE

A aplicação do Decreto-lei n.º 118/2013 de 20 de Agosto, na vertente do Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS), aos pequenos edifícios de serviços sem climatização (PESsC), implica um conhecimento, não apenas das metodologias de cálculo preconizadas no referido Decreto-lei, despachos e portarias associados, mas também de um conjunto de conceitos que servem de base à aplicação dessas mesmas metodologias.
Pretende-se com o presente curso de formação, destinado a estudantes e técnicos com formação superior em engenharias ou arquitectura, dotar os formandos dos conhecimentos e ferramentas necessários para que possam aplicar de forma consistente as metodologias de cálculo preconizadas no referido regulamento (RECS (na vertente PESsC)).
Este curso de formação, com uma duração de 22,5 horas, distribuídas por componentes teórica, teórico-prática e prática, será lecionado pelo Prof. Nuno Simões (da FCTUC), pelo Eng. Nilton Oliveira (do ITeCons), pela Eng.ª Rosário Fino (do ITeCons e doutoranda da FCTUC) pelo Eng.º Vítor Gil (do ITeCons) e pela Prof.ª Marta Panão (da FCUL).

10ª Edição - A agendar brevemente.

Objectivos

A correcta aplicação das metodologias de cálculo preconizadas no Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS) aos pequenos edifícios de serviços sem climatização (PESsC) impõe um conhecimento aprofundado não apenas dos regulamentos, despachos e portarias associados, mas também do funcionamento dos próprios edifícios, tanto em termos térmicos como em termos de desempenho energético. Impõe ainda o conhecimento de alguns conceitos base e de cálculo de alguns parâmetros necessários à aplicação dos próprios regulamentos.
Pretende-se assim, com a presente formação, em primeiro lugar, dotar os formandos sem formação específica na área das mecânicas/eletrotecnia de conceitos base que possibilitem perceber o funcionamento dos sistemas e a forma como deverão ser determinados os parâmetros necessários ao cálculo. Em segundo lugar, mostrar de que forma está estruturada a regulamentação actualmente em vigor, explicar as metodologias de cálculos subjacentes à determinação do desempenho energético dos pequenos edifícios de serviços sem climatização. Em terceiro lugar, apresentar e demonstrar o funcionamento das diversas ferramentas de cálculo disponíveis para a determinação do desempenho energético dos pequenos edifícios de serviços.
Como apenas a prática permite uma consolidação efectiva dos conhecimentos, este curso terá, para além a componente teórica e teórico-prática, uma componente prática para aplicação em contexto real dos conceitos e metodologias de cálculo.
Para além disso, optou-se por leccionar o curso com um desfasamento temporal entre as primeiras 15 horas de formação (componentes teórica e teórico-prática) e as últimas 7,5 horas (componente prática), de modo a permitir aos formandos uma pré-consolidação dos conhecimentos, acompanhada da facultativa aplicação das metodologias a um caso prático, antes da conclusão do período formativo.

Destinatários

Estudantes, recém formados e técnicos com formação superior em engenharia (civil, mecânica, electrotécnica e ambiente) ou arquitectura.

Programa

Dia 1:
     9:00 – Recepção de participantes;
     9:15 – Enquadramento e estrutura do DL118/2013;
     10:15 – Introdução ao RECS, vertente PESsC;
     11:15 – Pausa para café;
     11:30 – Requisitos específicos - Envolvente e Sistemas Técnicos;
     12:15 – Requisitos de Iluminação, Elevadores e Energias Renováveis;
     13:00 – Pausa para almoço;
     14:30 – Ventilação – Princípios Gerais e metodologia de cálculo;
     16:00 – Pausa para café;
     16:15 – Ventilação – Ferramentas de cálculo;
     18:00 – Final do 1.º dia.
Dia 2:
     9:00 – Sistemas de AVAC e Iluminação – Características técnicas;
     11:00 – Pausa para café;
     11:15 – Sistemas de AVAC e Iluminação – Perfis de funcionamento;
     13:00 – Pausa para almoço;
     14:30 – Simulação Monozona – Princípios de cálculo;
     15:30 – Simulação Monozona – Ferramentas de aplicação do método (1.ª parte);
     16:15 – Pausa para café;
     16:30 – Simulação Monozona – Ferramentas de aplicação do método (2.ª parte);
     18:00 – Final do 2.º dia.
Dia 3:
     9:00 – Outras ferramentas de apoio à aplicação do DL118/2013 aos PESsC;
     10:30 – Realização de um caso prático de aplicação do RECS aos PESsC (monozona) (1.ª parte):
            Delimitação de zonas e marcação de envolventes;
     11:30 – Pausa para café;
     11:45 – Realização de um caso prático de aplicação do RECS aos PESsC (monozona) (2.ª parte):
            Caracterização de sistemas e equipamentos instalados;
            Definição de perfis de utilização;
     13:00 – Pausa para almoço;
     14:30 – Realização de um caso prático de aplicação do RECS aos PESsC (monozona) (3.ª parte):
            Cálculo de parâmetros térmicos;
            Verificação do cumprimento dos requisitos mínimos de qualidade;
            Preenchimento da folha de cálculo;
     16:30 – Pausa para café;
     16:45 – Realização de um caso prático de aplicação do RECS aos PESsC (monozona) (4.ª parte):
            Análise crítica de resultados;
            Estudo de medidas de melhoria;
     18:00 – Final da formação.


Custos / Horário | Inscrever

Requisitos

Formação superior (concluída ou em curso) em engenharia (civil, mecânica, electrotécnica e ambiente) ou arquitectura;
Computador portátil para as componentes práticas da formação (dias 2 e 3).
  • Img_C106
Tome Nota