ITeCons
ITeCons
UC
Caminho › itecons.uc.pt › Projetos › DreAM | DigitAl Management
Projetos

Site do projecto

Nº Projeto:
POCI-02-0853-FEDER-036380

Data de início:
01/03/2018
Data de fim:
29/02/2020

Montante financiado:
250 583,40 €€
Montante de investimento:
311 488,37 €€

DreAM | DigitAl Management

Identificação do projeto

Designação do projeto: DreAM | DigitAl Management
Código do projeto: POCI-02-0853-FEDER-036380
Objetivo principal: O projeto visa dotar PME, dedicadas ao fabrico e comércio local de materiais e sistemas construtivos, de conhecimentos e ferramentas que permitam reforçar a presença destas nos meios digitais, acelerar a desmaterialização de processos e potenciar a utilização de modelos de gestão integrada.
Região de intervenção: Regiões NUTS II Norte, Centro e Alentejo

Notificação da aprovação

Data de aprovação: 20/02/2018
Data de início: 01/03/2018
Data de conclusão: 29/02/2020
Custo total elegível: 294.804,00 €
Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 250.583,40 €

Entidades beneficiárias

O projeto DreAM está a ser desenvolvido pelo ITeCons - Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade.

Enquadramento

É hoje amplamente reconhecido que as tecnologias e os meios digitais podem desafiar o sentido de escala das organizações. Encontramos exemplos disso em pequenas empresas e iniciativas locais que alcançam sucesso global através da disponibilização de conteúdos e serviços de venda online.
Estudos recentes revelam existir benefícios na utilização de processos eletrónicos integrados, podendo estes diferir entre empresas que se dedicam ao fabrico ou à prestação de serviços. Enquanto na fabricação os benefícios provêm, essencialmente, da gestão de processos relacionados com cadeias de fornecimento, na prestação de serviços provêm, geralmente, da gestão de clientes e processos de venda. Para além disso, os mesmos estudos indicam que a presença de funcionários que utilizam tecnologias de informação e comunicação (TIC) dentro da organização tem um impacto significativo na produtividade, sugerindo que a utilização de TIC gera mudanças comportamentais com impacto no desempenho das organizações [1].
A utilização de tecnologias de informação e comunicação refere-se à capacidade de as empresas gerirem e partilharem dados eletronicamente, evitando, ou pelo menos reduzindo significativamente, o processamento de dados em papel. Também se refere às oportunidades, sem precedentes, colocadas à disposição das empresas, permitindo-lhes entrar em novos mercados e participar em cadeias de distribuição globais. Existem, contudo, várias barreiras à adoção generalizada destes conceitos e ferramentas, concentrando-se os maiores desafios nas pequenas organizações, cujos meios e competências são ainda limitados. Para além disso, há aspetos técnicos relevantes que carecem de uma reflexão mais profunda, tais como aspetos de segurança e privacidade dos dados [2].
Nas últimas duas décadas, tanto as TIC como a internet mudaram significativamente a maneira como as empresas processam e trocam dados com seus clientes e fornecedores. As grandes empresas assumiram a liderança neste processo de digitalização e desmaterialização de fluxos, reconhecendo rapidamente o potencial subjacente à implementação de sistemas de informação e gestão integrados capazes de suportar e potenciar operações técnicas, financeiras, comerciais, bem como apoiar a tomada de decisões [3]. Com o avanço tecnológico, a maioria destas soluções tornou-se acessível a organizações de média dimensão. É já significativo, por isso, o número de empresas de tamanho médio que utilizam as TIC com diversas finalidades. É necessário, no entanto, promover a rápida aceitação das TIC por empresas de menor dimensão, em particular pelas micro e pequenas empresas que se dedicam ao comércio local.


[1] OECD (2008): Measuring the Impacts of ICT Using Official Statistics
[2] European Commission - Fostering SMEs growth through digital transformation
[3] ICT and e-Business for an Innovative and Sustainable Economy, 7th Synthesis Report of the Sectoral e-Business Watch (2010)

Principais objetivos

O objetivo central do Projeto DreAM | DigitAl Management é a transferência de conhecimento e de ferramentas para empresas de micro, pequena e média dimensão dedicas ao fabrico e comércio local de materiais e sistemas construtivos, potenciando o reforço da sua presença nos meios digitais, a implementação de modelos de gestão integrada, a desmaterialização de processos, nomeadamente na relação com clientes e fornecedores, e a tomada de decisões informadas e atualizadas, nomeadamente em termos económicos e financeiros.
Pretende-se, neste contexto, conceber uma plataforma web através da qual as empresas beneficiárias possam aceder para criar gratuitamente um website empresarial (com loja online) e respetivos módulos de gestão. Os produtos apresentados na loja on-line poderão ser tornados visíveis num Marketplace global, potenciando a visibilidade dos produtos disponibilizados pelas empresas utilizadoras desta solução, reforçando a natureza coletiva do Projeto. Servirá, ainda, de ferramenta privilegiada na identificação de oportunidades, necessidades e nichos de mercado.
Importa, para além disso, destacar a importância que a solução desenvolvida terá enquanto ferramenta prática na implementação de modelos de gestão que visem preparar as empresas para alguns dos requisitos da Certificação ISO 9001 e na aplicação de abordagens que permitam reforçar a dimensão coletiva e tirar partido do efeito escala.

Atividades do projeto e resultados esperados

O Projeto DreAM encontra-se estruturado em sete atividades principais:

• Atividade 1 - Criação da identidade visual do Projeto
• Atividade 2 - Reconhecimento da maturidade digital de potenciais beneficiários do Projeto
• Atividade 3 - Sistematização de boas práticas, soluções e recursos
• Atividade 4 - Desenvolvimento de ferramentas
• Atividade 5 - Disseminação de conhecimento e divulgação de resultados
• Atividade 6 - Monitorização de indicadores do Projeto
• Atividade 7 - Gestão técnica

Através do presente projeto, pretende-se conceber uma solução baseada em ambiente web que permita às micro, pequenas e médias empresas entrarem na economia digital e, ao mesmo tempo, acederem a ferramentas que permitam uma gestão integrada e a desmaterialização de processos. Com estes objetivos bem definidos, foi proposto o conjunto de atividades suprarreferido que visa, essencialmente, sistematizar e transferir conhecimento / ferramentas para PME que se dediquem ao fabrico e comércio local de materiais e sistemas construtivos.

Lista de comunicações

Mafalda Cardoso. ITeCons | Um parceiro para a Transformação Digital na Indústria. CINCOS’18: 6ª edição do Congresso do Cluster Habitat Sustentável. 7 de dezembro de 2017, Aveiro, Portugal.
Mafalda Cardoso. As empresas do Setor da Construção e a Economia Digital. Seminário da Associação Industrial do Poliestireno Expandido (ACEPE). 15 de novembro de 2018, ITeCons, Coimbra, Portugal.

Lista de notícias e publicidade em meios de comunicação

Solução digital integrada para pequenas e médias empresas. Construção Magazine, Setembro/ outubro 2018, nº 87, pág. 54.

Tome Nota