PROJECTS

SYNAPPS

Plataforma de estimação, controlo e otimização de estações de tratamento de águas residuais

ENQUADRAMENTO 

As águas residuais geradas pela vasta população mundial são uma importante fonte de poluição. Estas águas residuais podem, ainda, acelerar a perda de biodiversidade e impedir a consecução de objetivos fixados pela comunidade internacional relativamente ao bom estado das águas. No que respeita à União Europeia, os atos legislativos têm objetivos claros e vinculativos para os estados membros. Porém, é totalmente flexível relativamente aos meios para alcançar tais objetivos, permitindo soluções alternativas e incentivando a inovação nas estratégias de tratamento de águas residuais.

 

OBJETIVO PRINCIPAL DO PROJETO

Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação.

Alinhado com a estratégia de desenvolvimento sustentável da União Europeia, que prevê a adoção de medidas de controlo ambiental, de eficiência energética e de gestão racional de recursos cada vez mais exigentes, este projeto tem como principal objetivo a conceção, o desenvolvimento e a validação em condições reais de uma plataforma inovadora de estimação, controlo e otimização de estações de tratamento de águas residuais.

 

ATIVIDADES DO PROJETO E RESULTADOS ESPERADOS

O projeto SYNAPPS tem duração total de 30 meses e prevê-se que os trabalhos decorram de acordo com a seguinte estrutura:

Atividade 1 – Estudos iniciais
Inicialmente, pretende-se com esta atividade consolidar o estado da arte no que respeita a sensores, modelos de controlo inteligente, soluções existentes, legislação e recomendações aplicáveis no âmbito do projeto, bem como aprofundar o conhecimento sobre o desempenho funcional, energético e ambiental de estações de tratamento de águas residuais alvo do produto final.

Atividade 2 – Arquitetura da plataforma de estimação, controlo e otimização
Pretende-se com esta atividade definir a estrutura funcional do sistema de controlo e otimização mediante técnicas de inteligência computacional, definir os requisitos funcionais dos componentes e módulos do sistema, bem como elaborar projetos de engenharia necessários para materialização do produto.

Atividade 3 – Modelos de estimação, controlo e otimização
Esta atividade tem como objetivo implementar modelos de estimação, controlo e otimização que permitirão ajustar os processos de tratamento em tempo real, com base nos dados recolhidos em contínuo, garantindo uma elevada eficiência funcional, energética e ambiental.

Atividade 4 – Materialização da plataforma
Nesta atividade haverá lugar à materialização da plataforma, prevendo-se a sua instalação na estação de tratamento de águas residuais utilizada na recolha de dados iniciais, de modo a validar o conceito em todos os aspetos relevantes para a sua comercialização e posterior utilização.

Atividade 5 – Validação da plataforma em instalações reais
Esta atividade tem como objetivo avaliar o desempenho das metodologias de estimação e controlo das variáveis alvo do processo, bem como o desempenho ambiental, energético e operacional da nova plataforma em condições reais. Prevê-se, ainda, a realização de um estudo de avaliação do ciclo de vida que permita evidenciar as principais vantagens da utilização do novo produto.

Atividade 6 – Divulgação alargada dos resultados
Através desta atividade pretende-se sistematizar os resultados do projeto SYNAPPS e preparar conteúdos técnicos e científicos para disseminação junto do público e do mercado.

Produto resultante do projeto
Plataforma integradora, composta por módulos de hardware e software, passível de ser instalada na generalidade das estações de tratamento de águas residuais, de média e grande dimensão, sendo o módulo de hardware composto por analisadores/sensores existentes no mercado e o módulo de software desenvolvido com as competências e critérios definidos neste projeto.